Subscrever-se no Desativado Subscrever-se nos Desativado comentarios

Postagens que tem a tag ‘prazer’

Naldo e Lula - Como Mágica

Como um farol
Seus olhos brilhavam pra mim
Você tem um “Q”, querubim
Tua pele tão doce tem mágica pra mim

Quero ser pra você
O teu bem, bem maior
O teu mel é meu tudo de bom
Tenha dó
Quero ter de você
O mais puro desejo
Me entrego em seus braços
Me da o teu beijo
Como mágica

Você me olhou, foi tudo como mágica
Tá quase tudo feito, agora se encaixa
Eu fico admirado, olha eu fico assim
Porque eu fico te querendo mais perto de mim
Relaxa, ta na minha, me faz sentir prazer
Clareia, ilumina, faz enlouquecer
Relaxa tá na minha, me faz sentir prazer
Clareia, ilumina

Me abraça..
Lembrar você
Me acalma…
… Continuar a leitura disso… »

Paula Fernandes - Meu eu em você

Eu sou o brilho dos teus olhos ao me olhar
Sou o teu sorriso ao ganhar um beijo meu
Eu sou teu corpo inteiro a se arrepiar
Quando em meus braços você se acolheu

Eu sou o teu segredo mais oculto
Teu desejo mais profundo, teu querer
Tua fome de prazer, sem disfarçar
Sou a fonte de alegria, sou o teu sonhar

Eu sou a tua sombra, eu sou teu guia
Sou teu luar em plena luz do dia
Sou tua pele, proteção, sou teu calor
Eu sou teu cheiro a perfumar o nosso amor

Eu sou tua saudade reprimida
Sou teu sangrar ao ver minha partida
Sou teu peito a apelar gritar de dor
Ao se ver ainda mais distante do meu amor

Sou teu ego, tua alma
Sou teu céu, o teu inferno, a tua calma
Eu sou teu tudo, sou teu nada
Sou apenas a tua amada
Eu sou teu mundo, sou teu poder
Sou tua vida, sou meu eu em você

Zezé Di Camargo & Luciano - Menina Veneno

Meia noite no meu quarto, ela vai subir
Eu ouço passos na escada, vejo a porta abrir
O abajur cor de carmim, o lençol azul
Cortinas de seda, o seu corpo nu

Menina veneno, o mundo é pequeno demais pra nós dois
Em toda cama que eu durmo só dá você…

Seus olhos verdes no espelho brilham para mim
Seu corpo inteiro é um prazer do princípio ao fim
Sozinho no meu quarto eu acordo sem você
Fico falando pras paredes até anoitecer

Menina veneno, você tem um jeito sereno de ser
Toda noite no meu quarto vem me entorpecer…

Meia-noite no meu quarto ela vai surgir
Eu ouço passos na escada, eu vejo a porta abrir
Você vem não sei de onde, eu sei, vem me amar
Eu não sei qual o seu nome mas nem preciso chamar