Subscrever-se no SeuPrazer.Net – Fetiches Subscrever-se nos SeuPrazer.Net – Fetiches comentarios

Postagens que tem a tag ‘casamento’

Bruno Costoli - Casamento (Humor)

Como eu transformei meu MARIDO em CORNO

Eu descobri sites como este na internet há cerca de cinco anos atrás e, desde lá, tenho aprendido muito sobre como transformar verdadeiros maridos machões e dominadores em maridos cornos e submissos.

Posso afirmar que meu casamento e minha vida sexual mudaram muito depois que adestrei meu marido.  Então, eu finalmente decidi expor aqui minhas experiências obtidas ao lado de meu marido, com a qual sou casada há sete anos.

Com o passar do tempo, raramente me via satisfeita com o pênis do Peter e ele raramente estimulava-me oralmente, uma das únicas maneiras em que eu obtinha orgasmos com ele.

Eu vivia frustrada, masturbava-me regularmente e estava louca para arrumar um amante e eu comecei a procurar sobre técnicas de dominar o marido e, enfim, transformá-lo em um corno de verdade.  Desde essa época eu adquiri um grande número de cintos de castidade, mas atualmente uso nele mais os modelos CB 2000 e CB 300, pois são feitos de plástico, permitem a ele fazer uma higiene prática, não dói, não são detectados nos aeroportos e permitem que o Peter os use mesmo durante suas viagens de negócio ou no trabalho. Eu comprei os cintos CB 2000 e CB 300 no site:

http://www.cb-2000.com/home.html

Minhas regras básicas são simples: Peter será apenas libertado de seu cinto de castidade após lamber minha vagina 75 vezes, mesmo que ela esteja encharcada com o leitinho de outro homem.  Isso garante que ele permaneça “preso” por um período entre cinco a seis meses, dependendo da minha vontade. Quanto mais obediente ele for, mais rapidamente ele será “libertado da castidade”, mesmo que por breves momentos.

Há algumas outras regras básicas, como:

… Continuar a leitura disso… »

Noivinha Cruel - Cinto de castidade masculino

Autor: Escravorado Casto

  • As Bodas de Margot

Que saudade dos meus tempos de homem livre, jogar futebol nos sábados, happy hour na Cidade, chopinho com os amigos da praia, paqueras, casos, masturbação e muito sexo! Agora tudo isso é passado…

Depois que fui forçado a usar esse cinto de castidade eu não consigo nem obter uma mísera ereção. Não posso mais correr, pedalar, jogar bola, ir à praia ou fazer ginástica! Também não tenho mais tempo, preciso servir meu amor…

CB 2000

Segundo ela, meu cinto de castidade foi projetado especialmente para curar homens mulherengos e infiéis como eu. Com o menor excitamento eu já sinto dores incomensuráveis… Evito olhar e até pensar em mulheres bonitas por que uma ereção não autorizada, além de infernal, fica registrada nos sensores eletrônicos e eu sou punido por isso!

Foi minha atual namorada que me colocou sob o regime forçado de castidade. Margot teve a idéia, pesquisou, escolheu, comprou o maldito cinto de castidade para homens e depois o trancou em meu ventre justamente no dia que eu a pedi em casamento. Ela ganhou um anel de noivado lindo. Eu ganhei um cinto de castidade de aço apertado, pesando quatro quilos para me lembrar do meu compromisso e me curar dos meus péssimos hábitos.

A princípio a idéia me excitou um pouco. Uma curtição de final de semana? Mais um brinquedo indecente para nossa coleção? Não, eu confesso que não pensei que essa história de castidade masculina fosse para valer.

… Continuar a leitura disso… »

Curiosidades Sobre Sexo

Curiosidades de Sexo

  • Acontecem 114 milhões de relações sexuais todos os dias no planeta. Se todos gozassem, teríamos 2.638 orgasmos por segundo.

  • Em apenas 20 ejaculações, o homem produz espermatozóides que são suficientes para povoar o mundo inteiro. Cada ejaculação dura de cinco a dez segundos.

  • Na Babilônia, os homens pagavam caro para conseguir as mulheres mais bonitas. As feias repartiam o dinheiro arrecadado para que pudessem comprar um marido.

  • O rei Menefta retornou a Carnac, no Egito, depois de derrotar os líbios. Para comprovar sua vitória, trouxe 13 mil pênis decepados de seus adversários.

  • Na Grécia Antiga, o exército encorajava o alistamento de casais homossexuais. Acreditava-se que, lado a lado, dois amantes lutariam até a morte.

  • Os homens da tribo Waibirir, na Austrália Central, costumam apertar o pênis de um visitante como forma de cumprimento.

… Continuar a leitura disso… »